Cuidados - Saúde, Emagrecimento.

06:42

Oi lindezas, tudo bem?

Fiquei dias sem postar propositalmente, pra que todo mundo que entrasse no blog, pudesse ler ou pelo menos ver as fotos da campanha de Páscoa (vai que alguém vê e tem o coração tocado, se inspira e faz o bem também! Né?) ...

Mas vamos ao que interessa e muito!
Sempre destaquei aqui no blog (e com quem me conhece) que adoro falar sobre beleza, saúde, cuidados, estética e tudo mais que envolve esse universo feminino (masculino também, embora ninguém admita), pois bem, hoje vou trazer o lindo relato de uma amiga-leitora que mostrou como é possível superar as dificuldades que a vida apresenta e alcançar todos os objetivos.

“Eu sou a Priscila Galli, hoje tenho 24 anos e meu peso oscila entre 67kg e 66kg. Mas nem sempre foi assim.

Desde pequena fui uma pessoa acima do peso. Sempre sofri com as piadinhas em escola e entre os amigos, rejeições dos meninos na adolescência, dificuldades para encontrar roupa na vida adulta e tantas outras situações constrangedoras que pessoas obesas passam pela vida. Nunca fui de demonstrar frustrações por tudo isso, mas confesso que dentro de mim sentia raiva do mundo por ser rejeitada pela sociedade de tantas formas. Até os 21 anos nunca tive um interesse sério de cuidar da minha saúde, já havia feito algumas dietas, às vezes umas caminhadas, porém nada muito sério. Comia muita fritura, doces, refrigerante, produtos mega processados, salgadinhos, bolachas, sorvetes e todas as comidas ruins que existem por aí.

Então, em 2011, cheguei aos 108,5kg e comecei a mudar, porque nesse ano minha mãe morreu de insuficiência renal crônica, causada pela diabetes. Sabendo das chances enormes que tinha de desenvolver essa doença fazia um controle mais rígido. Porém era muito difícil, estava em um ano estressante e não conseguia me manter na dieta. Em janeiro de 2012, eu levei um susto, minha glicose estava 120mg/dL (normal é até 100mg/dL) então, eu radicalizei, que nem diz o ditado “quando a água bate na bunda, aí todo mundo aprende a nadar”.

Mudei tudo, alimentação, exercícios, rotina. Agora não tinha mais a história de “não gosto de comer”, “estou cansada”, “hoje não”. De segunda a segunda eu fazia exercícios, musculação, caminhada e corrida leve, só comia alimentos integrais, muita fruta, verduras e legumes. Fiz tudo “sozinha”, entre aspas porque minha família me ajudou muito, principalmente meu marido. Algo muito diferente de várias pessoas que converso muitas não possuem ajuda da família, maridos que não querem nem saber, filhos incompreensíveis. Sinceramente acho que todas as famílias do mundo todo deveriam mudar, alimentação saudável não é apenas para emagrecer, mas sim pra nos manter nutridos de forma saudável, perder peso é consequência.

Continuando minha história, não frequentei academias, não tive ajuda de médicos e nutricionistas, o que jamais aconselharia para alguém. Eu fiz isso porque não tinha condições financeiras, além do fato de detestar a ideia de uma academia cheia de gente, mas eu tive muitas dificuldades por causa disso, tive que me esforçar muito para fazer exercícios em casa, aprender a fazer cada movimento para não me machucar e fiquei muito limitada, por isso tive consequências.

Agora é claro que haviam recaídas, que chorei e que foi difícil. Mas algo dentro de mim era muito mais forte do que todas as dificuldades, eu podia errar, podia me desmoronar, mas a vontade de ser aquilo que eu nunca tinha sido na vida era maior. Junto com essa minha luta eu vi crescer a vontade de várias pessoas no mundo todo, a internet se encheu de imagens inspiradoras, fan pages de pessoas tentando conquistar o sonho de ser magra assim como eu, isso me ajudou muito a não desistir.

Agora o resultado de tanto esforço não é apenas na aparência, é principalmente na saúde do corpo e do espírito. Junto com essa mudança na alimentação e na balança veio a grande mudança de pensamento, eu me sinto uma pessoa melhor, mais aberta a novas ideias, mais aberta para o que é diferente de mim. Eu vivia em um mundinho fechado, onde eu queria apenas coisas do meu gosto, hoje é como se tivesse saído da caverna e presenciado a beleza do mundo.

Se me perguntarem hoje se eu me arrependo de alguma coisa, eu responderia que não, pois hoje sei que tudo que vivi me fizeram chegar aqui mais forte, mais resistente e mais feliz. Ainda quero perder alguns kilos, perder um pouco de gordura, ainda faço exercícios diariamente, mantenho a alimentação e mente equilibradas. Mas o mais importante é ter uma vida saudável com meu marido, educar meus filhos nessa mesma forma e que isso possa ser passado adiante.”



Esse post é pra servir de inspiração pra todas nós que sempre temos uma desculpinha esfarrapada pra não fazer o que é necessário.. É pra inspirar alguém a mudar de vida e ser melhor, seja fisicamente ou espiritualmente..

Pri, muitíssimo obrigada pelo post, pela inspiração e pelo apoio constante aqui no blog!
Beijos.

You Might Also Like

3 comentários

  1. Obrigada Bruna, foi muito bom e a repercussão também, vários amigos meus compartilharam e compartilhei na minha página do face. Espero que isso também possa ter ajudado a divulgar seu blog que sempre trás informações muito boas! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei a sua história, Pri! Também estou na luta para emagrecer e criei um blog para continuar motivada. La se foram 20kg, mas ainda estou no meio do caminho. Histórias como a sua nos fazem sentir mais fortes e acreditar que tudo é possível. Parabéns!!
      Obs.: também detesto academia...rsrsrsr
      Beijos e obrigada Bruna também pela divulgação desta história tão bacana.
      Fernanda
      wwwescolhainteligente.com

      Excluir
  2. vc passou uma uma reeducacao alimentar incrivel... tenho orgulho de voce, parabens pri!

    ResponderExcluir